Proposta de implantação da escala de avaliação de risco para o desenvolvimento de lesões decorrentes do posicionamento cirúrgico (ELPO) - relato de experiência

Autores

  • Giovana Mirela Ribeiro Basso giovana_mrb@hotmail.com
    Universidade São Francisco
  • Maria Natalina Mazochi mariamazochi@hotmail.com
    Universidade São Francisc
  • Elaine Reda da Silva elreda@ig.com.br
    Universidade São Francisco

DOI:

10.24276/rrecien2020.10.32.340-351

Palavras-chave:

Segurança do Paciente, Enfermagem de Centro Cirúrgico, Posicionamento do Paciente

Resumo

Este estudo teve como objetivo relatar a experiência de uma proposta de implantação da escala de avaliação de risco para o desenvolvimento de lesões decorrentes do posicionamento cirúrgico (ELPO). Tratou-se de estudo descritivo, do tipo relato de experiência, realizado com 49 profissionais (44 técnicos de enfermagem e 5 enfermeiros) do Centro Cirúrgico de um Hospital Universitário, localizado no interior de São Paulo. A proposta foi realizada em 3 etapas: avaliar o conhecimento dos profissionais sobre a ELPO; oficinas para capacitação e apresentação do instrumento proposto; avaliação referente ao instrumento proposto. Os resultados demonstraram ausência de conhecimento sobre a ELPO; interesse da maior parte dos profissionais, vontade de apreender e de mudar atitudes e conceitos; 100% referiram não haver necessidade de alteração do instrumento e que o mesmo é importante e possível de ser aplicado. Logo, é fundamental o conhecimento sobre a importância do posicionamento cirúrgico, visando a prevenção de complicações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Giovana Mirela Ribeiro Basso, Universidade São Francisco

Acadêmica do 10º período do Curso de Enfermagem da Universidade São Francisco. São Paulo, Brasil.

Maria Natalina Mazochi, Universidade São Francisc

Acadêmica do 10º período do Curso de Enfermagem da Universidade São Francisco. São Paulo, Brasil.

Elaine Reda da Silva, Universidade São Francisco

Enfermeira. Mestre pelo Programa de Pós-Graduação na Saúde do Adulto pela Universidade de São Paulo. Docente do Curso de Enfermagem da Universidade São Francisco. São Paulo, Brasil.

Referências

Barbosa MH, Oliva AMB, Sousa Neto AL. Ocorrência de lesões perioperatórias por posicionamento cirúrgico. Rev Cubana Enferm. 2011; 27(1):31-41.

Loiola HAB, Fróz MA, Fonseca MMMP, Sousa SMA, Souza RS, Cardoso LSP. Scale of risk assessment in surgical positioning: experience report. Rev Enferm UFPI. 2018; 7(2):86-9.

Associação Brasileira de Enfermeiros de Centro Cirúrgico, Recuperação Anestésica e Centro de Material e Esterilização - SOBECC. Diretrizes de práticas em enfermagem cirúrgica e processamento de produtos para a saúde. 7 ed. rev. e atual. Barueri, SP: Manole. São Paulo: SOBECC. 2017.

Organização Mundial da Saúde - OMS. Segundo desafio global para a segurança do paciente: Manual - cirurgias seguras salvam vidas (orientações para cirurgia segura da OMS) / Organização Mundial da Saúde; tradução de Marcela Sánchez Nilo e Irma Angélica Durán – Rio de Janeiro: Organização Pan-Americana da Saúde; Ministério da Saúde; Agência Nacional de Vigilância Sanitária. 2009.

Agência Nacional de Vigilancia Sanitária - ANVISA. Nota Técnica GVIMS/GGTES Nº 03/2017. Práticas seguras para prevenção de Lesão por Pressão em serviços de saúde. Outubro/2017.

Conselho Federal de Enfermagem - COFEN. Escala criada por enfermeira avalia risco de lesão decorrente da posição da cirurgia, 2017. Disponível em: <http://www.cofen.gov.br/escala-criada-por-enfermeira-avalia-risco-de-lesao-decor rente-da-posicao-na-cirurgia_48972.html>. Acesso em: 21 jan 2019.

Lopes CMM. Escala de avaliação de risco para o desenvolvimento de lesões decorrentes do posicionamento cirúrgico: construção e validação. Ribeirão Preto, 2013, 128f. Tese (Doutorado em Ciências). Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo. 2013.

Souza CS, Bispo DM, Acunã AA. A. Criação de um manual para posicionamento cirúrgico: relato de experiência. Rev SOBECC. 2018; 23(3):169-175.

Grigoleto ARL, Avelar MCQ. Posicionamento cirúrgico de clientes submetidos à cirurgia de quadril: eventos adversos. Rev SOBECC. 2012; 17(1):2734.

Scarlatti KC, Michel JLM, Gamba MA, Gutiérrez MGR. Úlcera por pressão em pacientes submetidos à cirurgia: incidência e fatores associados. Rev Esc Enferm USP. 2011; 45(6).

Menezes S, Rodrigues, R, Tranquada, R, Müller S, Gama K, Manso T. Lesões decorrentes do posicionamento para cirurgia: incidência e fatores de risco. Acta Med Port. 2013; 26(1):12-16.

Bezerra MBG, Gomes ET, Galvão MCB, Vieira JCM, Lopes MGS, Cavalcanti ATA. Fatores associados a lesões de pele intraoperatórias. Rev Sobecc. 2019; 24(2):76-84.

Angelo CS, Pachioni CFM, Joaquim EHG, Silva EAL, Santos GG, Bonfim IM, et al. Efetividade do protocolo prevenção de lesões de pele em cirurgias urológicas robóticas. Rev SOBECC. 2017; 22(3):15260.

Burglingame BI. Guideline implementation: positioning the patient. AORN J. 2017; 106(3):227-37.

Publicado

31-12-2020
Métricas
  • Visualizações 0
  • PDF downloads: 0

Como Citar

RIBEIRO BASSO, G. M. .; NATALINA MAZOCHI, M. .; REDA DA SILVA, E. Proposta de implantação da escala de avaliação de risco para o desenvolvimento de lesões decorrentes do posicionamento cirúrgico (ELPO) - relato de experiência. Revista Recien - Revista Científica de Enfermagem, [S. l.], v. 10, n. 32, p. 340–351, 2020. DOI: 10.24276/rrecien2020.10.32.340-351. Disponível em: https://www.recien.com.br/index.php/Recien/article/view/339. Acesso em: 4 mar. 2024.

Edição

Seção

Relato de Experiência