ATIVAÇÃO DA INTENÇÃO PARA REDUÇÃO DO CONSUMO DE SAL ENTRE PACIENTES COM INSUFICIÊNCIA CARDÍACA: ESTUDO QUALITATIVO

ACTIVATION OF THE INTENTION TO REDUCE SALT CONSUMPTION AMONG PATIENTS WITH HEART FAILURE: A QUALITATIVE STUDY

Autores

DOI:

10.24276/rrecien2021.11.34.324-333

Palavras-chave:

Enfermagem, Insuficiência Cardíaca, Comportamento Alimentar, Dieta Hipossódica

Resumo

Os objetivos deste estudo são apresentar os planos de ação e de enfrentamento de obstáculos para reduzir o consumo de sal elaborados por pacientes com Insuficiência Cardíaca e seu referente social; descrever a avaliação da experiência dos pacientes. Estudo de intervenção, qualitativo. Os pacientes foram aleatorizados em grupos Individual (n=15) e Colaborativo (n=13) e elaboraram planos de ação e de enfretamento de obstáculos para a redução do consumo de sal em consulta de enfermagem (T0); reforçados presencialmente 30 dias depois (T1); e por telefone 15 e 45 dias após T0. Foi utilizado debriefing para avaliar a experiência dos pacientes (n=15). O principal plano de ação corresponde à separação de uma colher de chá de sal/dia. Estratégias de enfrentamento incluíram apoio do referente social e aumento do uso de temperos naturais. A intervenção foi considerada fácil e útil. A Ativação da Intenção contribui para o rompimento de hábitos relacionados ao consumo de sal nesta população.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andressa Teoli Nunciaroni, UNIRIO

Professora Adjunta do Departamento de Enfermagem de Saúde Pública (DESP) e Docente em Treinamento do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Escola de Enfermagem Alfredo Pinto (EEAP). Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Doutora em Ciências da Saúde pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

Rúbia de Freitas Agondi, UNICAMP

Enfermeira da Prefeitura Municipal de Campinas, Campinas, SP, Brasil. Mestre em Ciências da Saúde pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

Roberta Cunha Matheus Rodrigues, UNICAMP

Professora Titular da Faculdade de Enfermagem (FEnf) da UNICAMP, Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da FEnf/UNICAMP. Coordenadora do Ambulatório de Controle de Risco para Coronariopatia -AMFACOR do Hospital de Clínicas da UNICAMP, desde 1995. É assessora científica da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Doutora em Enfermagem pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (EERP-USP) e Livre-Docente pela UNICAMP.

Maria Cecília Bueno Jayme Gallani, Université Laval

Professora titular e Vice-Diretora da Faculté des Sciences Infirmières da Université Laval, Québec, Canadá. Pesquisadora junto ao Centro de Pesquisa do Instituto Universitário de Cardiologia e Pneumologia de Québec. Doutora em Enfermagem pela Universidade de São Paulo e pós-doutora pela Université Laval, Quebec, QC, Canadá.

Referências

Comitê Coordenador da Diretriz de Insuficiência Cardíaca, Rohde LEP, Montera MW, et al. Diretriz Brasileira de Insuficiência Cardíaca Crônica e Aguda. Arq Bras Cardiol. 2018; 111(3):436‐539.

Ponikowski P, Voors AA, Anker SD, Bueno H, Cleland JGF, Coats AJS, et al. 2016 ESC Guidelines for the diagnosis and treatment of acute and chronic heart failure. European Heart Journal. 2016; 37:2129-2200.

Mahtani KR, Heneghan C, Onakpoya I, Tierney S, Aronson JK, Roberts N, et al. Reduced salt intake for heart failure: a systematic review. JAMA Intern Med. 2018; 178(12):1693-1700.

Khan MS, Jones DW, Butler J. Salt, no salt, or less salt for patients with heart failure? Am J Med 2020; 133(1):32‐38.

Perin MS, Cornélio ME, Oliveira HC, São-João TM, Rhéaume C, Gallani MCBJ. Dietary sources of salt intake in adults and older people: a population-based study in a Brazilian town. Public Health Nutrition. 2019; 22(8):1388-1397.

Nunciaroni AT. Uso de estratégias de ativação da intenção sobre a redução do consumo de sódio entre pacientes com insuficiência cardíaca - estudo piloto [Dissertação]. Campinas (SP): Faculdade de Enfermagem. Universidade Estadual de Campinas. 2013. <http://repositorio.unicamp. br/jspui/handle/REPOSIP/283921>.

Sheeran P, Klein WM, Rothman AJ. Health behavior change: moving from observation to intervention. Annu Rev Psychol. 2017; 68:573‐600.

Penney TL, Brown HE, Maguire ER, Kuhn I, Monsivais P. Local food environment interventions to improve healthy food choice in adults: a systematic review and realist synthesis protocol. BMJ Open. 2015; 5(4):e007161.

Sniehotta FF, Schwarzer R; Scholz RSU, Schuz B. Action planning and coping planning for long-term lifestyle change: theory and assessment. Eur J Soc Psychol. 2005; 35:565-76.

Hagger MS, Luszczynska A, de Wit J, et al. Implementation intention and planning interventions in health psychology: recommendations from the synergy expert group for research and practice. Psychol Health. 2016; 31(7):814‐839.

Vilà I, Carrero I, Redondo R. Reducing fat intake using implementation intentions: A meta-analytic review. Br J Health Psychol. 2017; 22(2):281‐294.

Bruijn GJ, Nguyen MH, Rhodes RE, Van Osch L. Effects of preparatory and action planning instructions on situation-specific and general fruit and snack intake. Appetite. 2017; 108:161‐170.

Churchill S, Pavey L, Sparks P. The Impact of autonomy-framed and control-framed implementation intentions on snacking behaviour: the moderating effect of eating self-efficacy. Appl Psychol Health Well Being. 2019; 11(1):42-58.

Agondi RF, Cornélio ME, Rodrigues RCM, Gallani MC. Implementation intentions on the effect of salt intake among hypertensive women: a pilot study. Nursing Research and Practice. 2014; 2014:1-8.

Agondi RF, Gallani MCJB, Cornélio ME, Rodrigues RCM. Análise dos planos de ação e planos de enfrentamento de obstáculos para a redução do consumo de sal entre mulheres com hipertensão arterial sistêmica. Rev Latino Am Enferm. 2012; 20(3):486-94.

Hsieh HF, Shannon SE. Three approaches to qualitative content analysis. Qual Health Res. 2005; 15(9):1277‐1288.

Trevisan DD, São-João T, Cornélio M, et al. Effect of an 'implementation intention' intervention on adherence to oral anti-diabetic medication in Brazilians with type 2 diabetes. Patient Educ Couns. 2020; 103(3):582‐588.

Santos Pedrosa RB. Intervenção para promover a adesão medicamentosa em pacientes com doença arterial coronária: um estudo piloto. 2018. 1 recurso online (212 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Enfermagem, Campinas, SP. 2018. <http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/335372>.

Silva MAVD, São-João TM, Brizon VC, Franco DH, Mialhe FL. Impact of implementation intentions on physical activity practice in adults: a systematic review and meta-analysis of randomized clinical trials. PLoS One. 2018; 13(11):e0206294.

Pilic L, Mavrommatis Y. Genetic predisposition to salt-sensitive normotension and its effects on salt taste perception and intake. Br J Nutr. 2018; 120(7):721‐731.

Cohen LP, Hummel SL, Maurer MS, López-Pintado S, Wessler JD. Salt Taste Recognition in a Heart Failure Cohort. J Card Fail. 2017; 23(7):538‐544.

Bolhuis DP, Newman LP, Keast RS. Effects of Salt and Fat Combinations on Taste Preference and Perception. Chem Senses. 2016; 41(3):189‐195.

Downloads

Publicado

27-06-2021

Como Citar

TEOLI NUNCIARONI, A. .; FREITAS AGONDI, R. de .; MATHEUS RODRIGUES, R. C. .; JAYME GALLANI, M. C. B. ATIVAÇÃO DA INTENÇÃO PARA REDUÇÃO DO CONSUMO DE SAL ENTRE PACIENTES COM INSUFICIÊNCIA CARDÍACA: ESTUDO QUALITATIVO: ACTIVATION OF THE INTENTION TO REDUCE SALT CONSUMPTION AMONG PATIENTS WITH HEART FAILURE: A QUALITATIVE STUDY. Revista Recien - Revista Científica de Enfermagem, [S. l.], v. 11, n. 34, p. 324–333, 2021. DOI: 10.24276/rrecien2021.11.34.324-333. Disponível em: https://www.recien.com.br/index.php/Recien/article/view/419. Acesso em: 6 jul. 2022.

Edição

Seção

Artigos